quinta-feira, 25 de março de 2010

Uma gostosura!

Primeiro, antes de começar esse post, eu queria agradecer a Ana Layla o gentil comentário que fez aqui no meu espaço; obrigada, incentivos através de elogios, são as melhores forças que podem mover sentimentos e ações.
Mas...., e o macarrrão de ontem hein? Eu adorei! Estava com saudade do meu fogão, das minhas panelas e do meu temperinho... . Algumas pessoas dizem não gostar da comida que fazem, eu, ao contrário, adoro a minha, novinha, saudável, fresquinha e com os sabores que amo de paixão! Quer mais? Só a companhia da minha família, não tem programa melhor que esse; muito embora eu sinta cansaço extremo, esses momentos são preciosos demais para mim. Ontem, fiz uma receita que já é tradicional aqui na minha casa: "Spagetti à Calabresa", o molho eu fiz a "puttanesca" (divino!), acho o melhor molho que os italianos já inventaram. Serve 6 pessoas muito bem e alimenta muitoooo!

Eu usei
1 pacote de spagetti ( a marca você escolhe)
2 linguiças calabresas picadinhas
5 tomates grandes picadinhos
1 cebola picada
1 pimentão picado
3 folhinhas de manjericão picadinhas ( o sabor não fica forte)
1 xicará (chá) de polpa ou purê de tomate
1 colher (café) de açúcar
1 colher (sopa) de ketchup
1 sachet de Sazon para carne
2 colheres (sopa) bem cheinhas de manteiga sem sal ( a marca vc escolhe)
2 colheres (sopa) bem cheias de azeite de oliva (um bom azeite)

Cozinhe o espagueti "al dente" reserve. Eu sempre cozinho antes a massa pq tenho as vezes errado no ponto do macarrão, porque me ocupo na preparação do molho e acbo errado na textura da massa .....

Aqueci uma frigideira com a manteiga; refoguei a calabresa, a cebola,, o pimentão, as alcaparras, as azeitonas, por uns 5 minutos. Acrescentei a agua, o açucar, o ketchup, o purê de tomates, as folhas de manjericão. Deixei o molho cozinhar até encorpar e juntei o espagueti. Servi com queijo parmesão (ralado na hora - muito melhor!). Só faltou um vinhozinho para consumar a comilança, mas no meio da semana, não dá né...

terça-feira, 16 de março de 2010

Torta de Limão com Marshmallow


É(como diria Palmirinha), tudo de bom! Eu fiz e foi um sucesso! Nem acredito que fiz o marshmallow!
Façam que vale a pena. ( A foto não é minha...não deu tempo! Foi daqui http://sodelicias.receitablog.com.br/4113/Torta-Mousse-de-Lim-o-com-Chocolate-Branco/)

Usei...(para a massa)
1 pacote de biscoito maisena
4 colheres (sopa) de manteiga

Usei... (para o creme)
1 lata de leite condensado
1/2 xic (cha) de suco de limão
2 col (sopa) de raspas de limão

Usei... (para o marshmallow)
1 xic (cha) de açucar
1/2 xic (cha) de água
3 claras

Trituei os biscoitos no liq (se for forte; senão, use o processador)
Misturei o biscoito triturado com a manteiga até virar uma farofa úmida
Forrei o fundo de uma forma redonda com aro removível (uma média, a grande não dá certo);
Reservei.
Misturei os ingredientes do creme de limão e recheei a torta
Coloquei os ingredientes do marshmallow no fogo e fiz a calda. Bati na batedeira as claras em pontto de neve e fui misturando e batendo sempre, a calda. Bati até amornar.
Coloquei por cima da torta e povilhei raspinhas de casca de limão. Genteee... Ficou 10! Podem fazer, eu aposto que nunca mais vai faltar essa maravilha na sua casa.

terça-feira, 2 de março de 2010

Gripe! Cuidado!



A gente foge dela mas em qualquer esquina, ela vai nos pegar...! (risos). Brincadeiras a parte e, muito embora não seja médica ou especialista em nutrição, acredito que uma boa alimentação pode barrar os efeitos danosos desses agentes patogenicos que nos invadem, provocando o caos em nosso organismo.
Desde que fiz o curso de cozinheiro no qual paguei algumas disciplinas de nutrição e segurança alimentar, aprendi a importância de uma boa alimentação para uma saúde perfeita e, por isso, estou sempre vigilante aos produtos que minha família inclui na sua dieta.
Certos alimentos contêm substâncias que estimulam o sistema de defesa do organismo, elevando a resistência às bactérias e aos vírus causadores de doenças. Confira dicas de alimentos que podem ajudar no combate à gripe A.Aliados do corpo

ÁGUA Essencial porque hidrata o organismo, faz o transporte de nutrientes para as células e a remoção de resíduos. Se, com o frio, é difícil beber um copo de água, opte por chás, chimarrão e sopas. O importante é manter o corpo hidratado.
ALHO Contém uma substância chamada alicina, que combate bactérias e vírus.
BRÓCOLIS É fonte de ácido fólico e vitaminas A e E. Fortalece a imunidade do corpo, protege o cérebro e previne o câncer.
GENGIBRE Tem poderes antioxidantes, anti-inflamatórios e atua como protetor do organismo.
IOGURTE Estudos mostram que os lactobacilos do iogurte fortalecem o corpo e auxiliam na flora intestinal.
PEIXES Sardinha, salmão e atum são ricos em ácidos graxos ômega-3 e melhoram o sistema de defesa do organismo. Reduzem risco de doenças do coração.
Vitamina B6
Permite ao organismo assimilar melhor a proteína e a gordura, atua no sistema nervoso, alivia náuseas e funciona como umdiurético natural.(Salmão, aveia, cereais e frutas como melancia, manga, abacaxi e banana).
Vitamina A
Protege o organismo de infecções e é fundamental para ossos, dentes e pele.(Mamão, cenoura, abóbora, tomate e leite).
Selênio Protege as células, diminui risco de alguns tipos de câncer e atua contra o envelhecimento.(Cebola, castanha e grãos).
Vitamina C
Melhora os componentes do sistema imunológico, tem propriedades antioxidantes, permite a absorção de ferro e favorece a cicatrização. Aliada das defesas mesmo quando a gripe já se instalou.A sugestão é a ingestão diária de 90 miligramas (mg) para homens e 75 para mulheres.
(ACEROLA Uma fruta: 234 mg. PIMENTÃO-AMARELO Unidade média: 231 mg. GOIABA Fruta pequena: 218 mg. KIWI Fruta média: 88 mg).
Vitamina E
CASTANHA-DO-PARÁ É fonte de selênio e zinco, que retardam o envelhecimento das células. Fortalece a imunidade do organismo. Estudo da Universidade de Loma (EUA) relaciona o seu consumo ao baixo índice de obesidade e doenças do coração.
Ferro
Fortalece o organismo, aumentando as defesas naturais do corpo contra bactérias e vírus, combate anemias, age contra a fadiga. Carne vermelha e de frango, ovos, feijão).

(Fonte: nutricionistas Karine Oliveira Daud e Karina Giane Mendes e Guia da Alimentação para a População Brasileira)

Eco vilas um conceito atual

Quanta maldade!

Mães - Anjos de Deus!


Mães Morrem Quando Querem
Por Alexandre Pelegi

Eu tinha 7 anos quando matei minha mãe pela primeira vez. Eu não a queria junto a mim quando chegasse à escola em meu 1º dia de aula. Eu me achava forte o suficiente para enfrentar os desafios que a nova vida iria me trazer. Poucas semanas depois descobri aliviado que ela ainda estava lá, pronta para me defender não somente daqueles garotos brutamontes que me ameaçavam, como das dificuldades intransponíveis da tabuada.
Quando fiz 14 anos eu a matei novamente. Não a queria me impondo regras ou limites, nem que me impedisse de viver a plenitude dos vôos juvenis. Mas logo no primeiro porre eu felizmente a descobri rediviva – foi quando ela não só me curou da ressaca, como impediu que eu levasse uma vergonhosa surra de meu pai.
Aos 18 anos achei que mataria minha mãe definitivamente, sem chances para ressurreição. Entrara na faculdade, iria morar em república, faria política estudantil, atividades em que a presença materna não cabia em nenhuma hipótese. Ledo engano: quando me descobri confuso sobre qual rumo seguir voltei à casa materna, único espaço possível de guarida e compreensão.
Aos 23 anos me dei conta de que a morte materna era possível, apenas requeria lentidão… Foi quando me casei, finquei bandeira de independência e segui viagem. Mas bastou nascer a primeira filha para descobrir que o bicho "mãe" se transformara num espécime ainda mais vigoroso chamado "avó". Para quem ainda não viveu a experiência, avó é mãe em dose dupla…
Apesar de tudo continuei acreditando na tese da morte lenta e demorada, e aos poucos fui me sentindo mais distante e autônomo, mesmo que a intervalos regulares ela reaparecesse em minha vida desempenhando papéis importantes e únicos, papéis que somente ela poderia protagonizar… Mas o final dessa história, ao contrário do que eu sempre imaginei, foi ela quem definiu: quando menos esperava, ela decidiu morrer. Assim, sem mais, nem menos, sem pedir licença ou permissão, sem data marcada ou ocasião para despedida.
Ela simplesmente se foi, deixando a lição que mães são para sempre. Ao contrário do que sempre imaginei, são elas que decidem o quanto esta eternidade pode durar em vida, e o quanto fica relegado para o etéreo terreno da saudade…
"Escrevi essa crônica em 11 de março de 2008, um dia após a morte de Ignês Pelegi de Abreu, minha mãe. Naquela época eu não tive condições de ler o texto no ar, no que fui socorrido pelo meu amigo Irineu Toledo. Hoje, um ano após sua morte, repito essa crônica em homenagem não só a ela, como a todas as mães que habitam o céu."

Recebi via e-mail. Parabéns a todas as Mães!

Me apaixonei por ecologia...

Loading...

Tricotando a vida

"A vida é como um tricô.Deus te dá a lã e as agulhasE te diz: Tricota o melhor que puder, um ponto de cada vez,Cada ponto é um dia na agulha do tempo.Depois de 12 carreiras de 30 ou 31 pontos,Terás 365 pontos,Em dez anos, cerca de 3650 pontos...Alguns são pelo direito, outros pelo avesso;;;Há pontos que se perdem...Mas que podemos recuperar...A lã que o bom Deus nos dáPara tricotar nossa existênciaÉ de todas as cores:Rosa como nossas alegrias, negra como nossos sofrimentos,Cinza como nossas dúvidas, verde como nossas esperanças,Vermelha como nossos amores, azul como nossos desejos,Branca como a fé que temos nele.Quantos pontos caberão no tricô de tua vida?Só Deus é quem sabe!
“Gastronomia é a arte de usar a comida para criar felicidade”
Krafft-EbbingMargarida Nogueira**

Adoro Cachorro!

Aos nossos filhos: aqueles a quem muito amamos

A filha dizia à Mãe como tudo ia errado. Ela não se saíra bem na prova de Matemática, ...O namorado resolveu terminar com ela e a sua melhor amiga estava de mudança para outra cidade.Em horas de amargura, a mãe sabia que poderia agradar a filha preparando-lhe um bolo. Naquele momento não foi diferente. Abraçou a filha e levou-a à cozinha, conseguindo arrancar da moça um sorriso sincero.Logo que a mãe separou os utensílios e ingredientes que usaria e os colocou na mesa, perguntou à filha:- Querida, quer um pedaço de bolo?- Mas já, mamãe? É claro que quero. Seus bolos são deliciosos...-Então está bem, respondeu a mãe. Tome um pouco desse óleo de cozinha!Assustada, a moça respondeu:- Credo, mãe! Que tal então comer uns ovos crus, filha?- Que nojo, Mãe!- Quer então um pouquinho de Farinha de Trigo ou Bicarbonato de Sódio?- Mãe, isso não presta! A Mãe então respondeu:- É verdade, todas essas coisas parecem ruins sozinhas, mas quando as colocamos juntas, na medida certa...Elas fazem um bolo delicioso!Deus trabalha do mesmo jeito. Às vezes a gente se pergunta por que Ele quis que nós passássemos por momentos difíceis, mas Deus sabeque quando Ele põe todas essas coisas na ordem exata, elas sempre nos farão bem.A gente só precisa confiar n'Ele e todas essas coisas ruins se tornarão algo fantástico! Deus é louco por você. Ele te manda flores em todas asPrimaveras...O nascer o Sol todas as manhãs...E sempre que você quiser conversar, Ele vai te ouvir!Ele pode viver em qualquer lugar do universo, e Ele escolheu o seu coração!
Encontrei aqui: http://sintonia106fm.blogspot.com/2008/03/lio-de-perseverana.html