quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Eu fiz e ...deu certo!


Nunca eu fiz um bolo pra ficar tão bom!!!!

Encontrei no www.panelinha.com.br e posso dizer com toda convicção: ficou um show!Façam também, aliás o blog da Rita é muito bom!
Transcrevendo...
Banana Caker

Ingredientes4 bananas-nanicas
2 ovos
1/2 xícara (chá) de óleo de canola
1/3 de xícara (chá) de leite
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 1/2 xícara (chá) de açúcar
1/2 colher (chá) de essência de baunilha
1 colher (sopa) de canela em pó
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/2 xícara (chá) de uvas-passas pretas
manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar
Modo de Preparo1. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Unte uma fôrma com furo no meio com manteiga e polvilhe farinha de trigo.

2. Num recipiente, peneire todos os ingredientes secos. Reserve.

3. Em outro recipiente, amasse as bananas com um garfo, formando um purê. Acrescente os ovos, o óleo, as uvas-passas e a baunilha. Misture bem. Aos poucos, adicione os ingredientes secos, alternando com o leite. Misture até obter uma massa homogênea.

4. Transfira a massa para a fôrma untada e leve para assar por 35 minutos. Retire do forno, deixe esfriar e desenforme.

5. Polvilhe o bolo com açúcar e canela e sirva.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Tenho que aprender!!!


http://melhordacozinha.blogspot.com/2008/05/dicas-aprenda-fazer-caldo-de-carne-em.html

Estou com a receita, se der certo, mando ver! Sei que esses quadradinhos me ajudam demais, mas também sei que a minha pressão não pára de subir quando utlizo esses velhos truques.

Estou pensando... vale apena tentar sim!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Ainda não ....



Estou protelando minha ida ao centro para as compras de natal...é tanto movimento que fico tonta! todo ano é a mesma coisa: Falo pra mim mesma dizendo que vou comprar tudo em novembro. Qual o quê!? O trabalho mora ao lado... Nos fins de semana só quero descansar. Mas assim que montar vou colocar uma imagem dela, bem linda (tomara!!!).

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Minha arvore de Natal


Estou ansiosa para montar a arvore de natal. Não sei bem como vou fazer, estou com umas ideias fervilhando... Aguardo Alexandre chegar pra gente se reunir e determinar o que fazer...

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Apaixonada por sabores


Tinha que transcrever...
Encontrei aqui:(http://colunistas.ig.com.br/comidinhas/2008/10/20/exclusivo-o-novo-livro-de-alex-atala/)

"Além de ser lindo e ter um texto delicioso, logo no início, tem lá os “dez mandamentos” listados por Atala para “executar uma receita”. Muito úteis, na minha opinião:

1- Antes de começar a fazer qualquer coisa, leia a receita inteira. E, se possível, mais de uma vez.
2- Confira se os equipamentos que você tem são compatíveis para a execução da receita e para o número de convidados que você pretende servir naquela data.
3- Escolha ingredientes de altíssima qualidade.
4- Se você pretende alcançar resultados altos, exercite a receita algumas vezes antes de torná-la pública.
5- A louça e a apresentação de um prato são muito importantes, mas o fundamental é o sabor.
6- Compreenda bem a receita e execute os passos possíveis com antecedência. Ou seja, não deixe para picar os legumes quando começar a fritar a carne. Tenha método e seja organizado.
7- Quando estiver preparando a receita, esteja inteiramente na cozinha, não divida sua atenção com televisão, música, telefone.
8- Muito cuidado com a substituição de ingredientes, ainda que sejam simples ervas. Antes de chegar à sua mão, aquela receita foi pensada e testada à exaustão. Sucedâneos podem gerar frustração.
9- Quem cozinha é o fogo/temperatura, não a sua mão. Contenha a ansiedade e nunca mexa demais um ingrediente ou uma panela se a receita não pedir.
10- Trabalhe sempre com fogo moderado, podendo aumentar ou diminuir a temperatura durante qualquer momento do cozimento se a receita assim pedir."

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Parece que foi ontem...


Engraçado como o avançar dos anos modifica as pessoas... Elas parecem sofrer uma espécie de evolução ou mutação, algumas não percebem mas, ficam mais dóceis, menos implicantes, mais prestativas... Esse assunto me veio a cabeça porque lendo um blog, falou-se em tempos passados e tempo presente. Lembrei que quando meu marido e eu saímos da nossa cidade, no interior do nordeste, para que ele fizesse seu doutorado no interior de São Paulo, a realidade ali foi totalmente diferente. Apesar de já contar com experiência de especializações e mestrados em terras distantes, aquela ocasião foi diferente. Já tinhamos 3 filhas, uma família razoável para decolar para um mundo diferente. Eu sempre tive alma cigana, apreciava as mudanças, mas sozinha, sem responsabilidades, ali, eu estava responsável, não só por mim, mas por 3 crianças e um marido que tinha um só pensamento: estudar e voltar pra nossa terrinha. Foram bons tempos aqueles... Ali, apesar de muito estudo, estavamos unidos,fazíamos tudo em conjunto, não havia lugar para frases assim "isso é coisa de mulher!", ou, "tenho que encontrar meus amigos no sábado!" Não havia isso! Não podíamos nos dá o luxo de contratar empregada e talvez essa tenha sido a nossa chance de continuar junto. Nossos almoços de domingo eram sempre feitos a cinco! Uma delícia! Lá tivemos nossa filha n. 4, a Carolina, nossa lembrança de uma terra boa e generosa, não era nossa, mas nos ensinou um conceito básico na convivência, o compartilhamento de vida. Isso foi definitivo, ainda ontem, como de costume, fizemos nosso próprio almoço de domingo, só que agora contamos com Arthur, nosso mui amado neto.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Se lá em casa... fosse assim...

Achei muito interessante...

Você!
Abriu... Feche.
Acendeu... Apague.
Ligou... Desligue.
Desarrumou... Arrume.
Sujou... Limpe.
Quebrou... Conserte.
Pediu emprestado... Devolva.
Prometeu... Cumpra.
É de graça... Não desperdice.
Está usando algo... Tenha cuidado.
Não sabe usar... Chame quem sabe.
Para pegar... Peça licença.
Não sabe como funciona... Não mexa.
Não sabe fazer melhor... Não critique.
Ofendeu... Peça desculpas. (http://www.organize-se.com/



Angela Weikamp

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Sou humana - faço parte desse planeta.


Texto retirado (http://vegetariando.blogspot.com/search/label/Receitas)

Um Natal de Verdade

No próximo dia 25 de dezembro, cerca de 2 bilhões de pessoas de todo o planeta vão comemorar o Natal. Para todos aqueles que acreditam que Jesus foi o Messias que veio à Terra para redimir a humanidade, essa é a celebração mais importante do ano. Deveria, portanto, ser um momento de reflexão, de exaltação da vida, de conexão com a misericórdia e o amor – a própria palavra NATAL remete a nascimento, e não deveria combinar com morte! Infelizmente, não é isso o que ocorre. Nas mesas enfeitadas com flores, porcelanas e belos candelabros, o protagonista é sempre um animal morto – ou vários.

São bois, porcos, peixes, cabritos, cordeiros, frangos e, principalmente, perus, além das aves geneticamente modificadas, como os chésteres. Restaurantes oferecem ceias especiais, com ingredientes como vitela e foie-gras – alimentos cuja produção requer a mais sórdida crueldade. Assim, a maior festa da Cristandade se converte em um espetáculo lamentável de morte e desrespeito à vida, num dia em que os sentimentos cristãos, como o amor, a compaixão, o respeito e a solidariedade, deveriam estar em primeiro plano.

Mas não precisa ser assim. E VOCÊ pode começar a fazer a diferença! Em vez de servir perus, pernis, lombos ou qualquer outro produto de origem animal, receba sua família e seus amigos com pratos vegetarianos deliciosos, cem por cento livres de crueldade. Isso é possível! Veja as receitas abaixo e surpreenda-se com as infinitas possibilidades de um Natal sem morte. Assim, você terá um verdadeiro Feliz Natal, com a consciência leve e o coração tranqüilo!

Boas Festas, e bom apetite!

São os votos da

Sociedade Vegetariana Brasileira - www.svb.org.br

PS: Se você gostou da nossa mensagem, por favor, encaminhe-a aos
seus amigos!

domingo, 2 de novembro de 2008

Sabedoria

“ Não é vida, riqueza e poder o que escraviza o homem, mas agarrar-se à vida, riqueza e poder” — Buda

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Um achado!


10 dicas para o emagrecimento saudável
Eu encontrei essas dicas aqui http://emagrecer.wordpress.com/2008/03/06/10-dicas-para-o-emagrecimento-saudavel-2/ Visitem, é excelente!
"Comer, comer, comer! Para quem quer emagrecer, a comida não sai da cabeça 24 horas por dia.


O que era um ato espontâneo, passa a ser pré-determinado. Explica-se: emagrecer requer horários para as refeições, não poderá mais ir correndo para a geladeira a qualquer momento só para satisfazer uma mera vontade. Alimentar-se é fonte de prazer, mas, primeiramente, fonte de energia e nutrientes para o organismo.

Convenhamos, quando se fala em disciplina alimentar quem é que não torce o nariz? Quem é que não acha que vai cair de pára-quedas em um campo de concentração, onde irá tocar a sirene da alimentação sem gosto?

Esqueça tudo isso! Alimentação sem sabor e altamente restrita significa caminho oposto do emagrecimento saudável. Isso mesmo.

Antes de dar pulos de alegria é bom saber – e ter certeza – do que pretende para você.

Emagrecer por estética só para entrar naquele vestido que insiste em ficar justo ou para entrar na calça de um ano atrás que tinha caimento perfeito faz com que loucuras sejam cometidas. Tenta-se de tudo. Dias e dias ingerindo somente saladas. É a dieta verde! Dias e dias bebendo só sucos. É a dieta da vitamina! Dias seguidos engolindo a mesma sopa. Que dieta é essa?

Atitudes emergenciais trarão sucesso? Depende do que se entende por sucesso. Se ele significa ir àquela festa com o tão sonhado vestido, parabéns! Um conselho? Prepare-se para o que virá. Não se desespere se, na semana seguinte, encontrar dificuldades em entrar na mesma peça de roupa.

Agora, se pretende mudar a alimentação para ter um corpo mais saudável, mais disposto e mais bonito, a conversa é outra.

Não há fórmulas mágicas. Se quer uma receita para ajudar no emagrecimento, sem segredos, atividade física! Será bom estar mais disposto e, de quebra, queimar calorias e melhorar o condicionamento físico.

Emagrecer lentamente é desestimulante, já que não vê os resultados rapidamente? E o que dizer das várias tentativas frustradas? Como se sente quando se recorda de tantos sacrifícios?


Então, siga as 10 dicas seguintes e tenha um emagrecimento saudável. E, é claro, duradouro.


1. Não tenha pressa. Se está acima do peso, pergunte-se há quanto tempo carrega esse excesso. Então, para que eliminar peso do dia para a noite?

2. Corrija gradativamente a sua atitude em relação aos alimentos.

3. Não exclua de um dia para outro aquele alimento que só de pensar dá água na boa. Na verdade, nunca o exclua, mas saiba quando e quanto pode ingerí-lo.

4. Controle a ansiedade. Encontre uma distração ou um hobby que faça com que a sua atenção desvie da comida.

5. Estipule horários para as refeições.

6. Deixe de comer aquele doce e substitua pela fruta da sua preferência.

7. Beba muita, mas muuuuuita água.

8. Deixe o seu prato colorido. Saladas e legumes devem estar presentes diariamente no almoço e jantar.

9. Se alguém notar que está adotando novos hábitos e perguntar se está de “regime”, mande um audível “não”. Muitas pessoas adoram sabotar as boas intenções alheias.

10. Confie em você! Tenha sempre uma atitude positiva. Estar determinada e confiante é mais do que meio caminho andado para atingir o seu objetivo."

(Texto de autoria de http://emagrecer.wordpress.com)

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Estou tomando


Estou tomando o suco da luz do sol. Tenho me mantido com saude e bem estar nesses últimos dias. Nunca me senti tão bem! Quanto tempo perdi por não cuidar mais da minha vida... Viver saudavelmente é viver com qualidade.Ah! Ia esquecendo! Continuo emagrecendo.
Se alguém quiser visitar o site onde está a receita:

SUCO DA LUZ DO SOL

http://www.universoorganico.com
Visite. É excelente!
Ingredientes para 1 copo



1 maçã orgânica com casca picadinha e sem semente
1 pepino médio
3 folhas de couve ou outra hortaliça rica em clorofila
3 ramos de hortelã ou capim limão ou erva cidreira
1 mão de grãos germinados
1 raiz (gengibre, cenoura, etc..)
1 legume (batata doce, inhame, etc..)



Coloque a maçã picadinha no liquidificador e use o pepino como socador até que o primeiro líquido se forme. Coe e volte para o liquidificador. Acrescente os grãos germinados, as folhas verdes comestíveis, o legume e a raiz escolhida. Varie as hortaliças sempre que possível e utilizando sempre as de produção orgânica. Coe num coador de pano e beba logo em seguida.
Em pouco tempo esse suco se transforma em hemoglobina dentro do nosso corpo.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

SUCOS E SUCOS!!!


O texto abaixo não é meu, mas muito bom, esclarecedor. E durante a minha dieta, tenho tomnado bastante suco. Esse eu encontrei aqui: http://www.bemdesaude.com/content/sucos_naturais.html

Depois de eventuais excessos nas refeições, os sucos naturais podem ser um importante aliado para quem quer desintoxicar o organismo e ganhar mais disposição. A saúde dos intestinos tem profunda relação com a pele, o humor, a disposição e também com o controle de peso. Veja alguns sucos o e o benefício de cada um:

Suco de maçã: os poderes anti-oxidantes da maçã fazem deste suco um dos mais saudáveis. Isso quer dizer que a fruta ajuda a combater radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento e pela desregulação do organismo. Se quiser “turbinar” o suco, misture cenoura, beterraba ou aipo.



Suco de uva: também um poderoso anti-oxidante, com a vantagem de que ajuda a reduzir o colesterol e melhorar a circulação sanguínea.

Suco de melancia: um ótimo diurético. Se misturado com morango, o suco também ajuda na boa circulação do sangue.

Suco de abacaxi: um santo remédio para má digestão, porque concentra uma grande quantidade de enzimas. Assim como os sucos de figo e gengibre, o de abacaxi ajuda a controlar o colesterol no sangue e contribui para o bom funcionamento da vesícula biliar.

Suco de banana, pêra e alface: esses três ingredientes resultam em um bom antídoto para a insônia. Nessa área, não podemos esquecer o suco de maracujá, ótimo calmante.

Suco de mamão: por causa das propriedades digestivas do mamão, o suco ajuda a manter o intestino funcionando corretamente.

Suco de laranja com couve: é apropriado para quem sofre de anemia (ausência de ferro no sangue). A combinação cria um suco rico em ferro e em vitamina C, que por sua vez ajuda na absorção do mineral.

Suco de abacaxi, maçã, cenoura e gengibre: as enzimas digestivas do abacaxi e do gengibre, em especial, são auxiliares na digestão e evitam que toxinas se acumulem e dêem origem à celulite. Para ajudar no combate aos furinhos, esfolie as pernas com bucha vegetal, antes do banho.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

O que eu não como!


Para diminuir o meu peso eu não como: arroz branco, pão branco (de qualquer espécie), macarrão, só se for integral e com molho caseiro de tomates, nunca uso manteiga, prefiro o azeite de oliva (em tudo o que faço), abuso dos legumes e verduras (saladas mil), açucar refinado jamais (prefiro o demerara ou o mascavo), mesmo assim bem pouco. Refrigerantes nunca! Só sucos. Aprendi muitas receitas e continuo pesquisando. Minha filha precisava perder uns kilinhos e eu como boa mãe que sou e parceira de dieta, tenho tentando diversificar os pratos para não se tornar "Dieta" e sim um estilo de alimentação que seguirei sempre.
Ia esquecendo: à tarde eu lancho biscoitos integrais de frutas citricas com chá.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

DIETA. PALAVRA MÁGICA


Esqueci que queria anotar tudo, desde o começo; do dia que resolvi parar de me entupir de comida; alimentos que eu nem gostava tanto assim... . Mas... digo agora, vou anotar! Gente, eu emagreci 6 kg! Me aguardem.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Organizar vale a pena


Tive o prazer de assistir uma palestra pela Endeavor, do criador do site www.organizesuavida.com.br e foi de uma extrema valia para mim que vivo só e preciso com urgência me organizar.

Uma palhinha...

Dobra de calcinhas

A melhor forma de ganhar espaço na hora de guardar calcinhas e cuecas é envelopando e arquivando em pé na gaveta, em fileiras organizadas por ordem de cor. Você economiza até o triplo do espaço, além de não bagunçar a gaveta na hora de escolher qual peça vestir.



1- Abra a calcinha
2- Vire a calcinha para trás
3- Dobre a ponta esquerda para dentro até fazer uma linha reta
4- Faça o mesmo com a ponta direita
5- Certifique-se que a peça esteja o mais parecido possível com um retângulo
6- Pegue a ponta inferior (2/3 do comprimento) e dobre por trás.
7- Envolva a ponta que sobrou por dentro do elástico da calcinha.
8- Guarde a calcinha em pé na gaveta, virada para frente


Colméias
A opção de utilizar colméias organizadoras, otimiza ainda mais o espaço das gavetas e facilita a vida de quem não tem muita paciência para organizar as pilhas de peças.


Dobra de Cuecas
O mesmo tipo de dobra envelope pode ser usado para cuecas.

No caso de cuecas boxer ou até bermudas, a diferença está apenas na primeira dobra, que é ainda mais fácil. Basta unir as duas pernas e dobrar a extremidade inferior, encaixando-as dentro do elástico.




* Leia mais sobre organização de roupa íntima no Como Organizar Armários e Closets.
www.organizesuavida.com.br

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

 


Posted by Picasa

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Vale a pena fazer e ... desgustar!

Pedi licença a essa amiga http://terapiadesabores.blogspot.com/, pra colocar aqui a adaptação dela ao picadinho gambá. Um show!
O que ela utilizou:

- 2 colheres (sopa) de azeite
- 500 gr de coxão mole cortado em cubinhos
- Meia cebola picada
- 1 dentes de alho picados
- 1 folha de louro

- Meia xícara (chá) de vinho tinto seco
- Meia lata de molho de tomate
- 1 tablete de caldo de carne esfarelado
- sal, orégano e pimenta-do-reino moída a gosto

- Meia lata de creme de leite
- Meia lata de leite (a mesma medida do creme de leite)
- 1 colheres (sopa) de amido de milho
- Meio copo de requeijão cremoso
- Meia colher (sopa) de margarina
- 50 g queijo parmesão ralado grosso
- sal a gosto

- 100 g queijo prato ralado grosso
- 100 g de batata palha

Como fiz:

Numa panela em fogo médio com o azeite doure a carne a cebola e o alho picados e a folha de louro.

Acrescentar o vinho tinto seco, o molho de tomate e o tablete de caldo de carne esfarelado. Cozinhe até a carne ficar macia (+/- 25 minutos em fogo médio). Tempere com sal, orégano e pimenta-do-reino moída a gosto. Reserve.

Numa outra panela FORA DO FOGO misture o creme de leite, o leite , o amido de milho, o requeijão cremoso, a margarina, o queijo parmesão e sal a gosto. Leve a panela ao fogo médio, mexendo sempre até engrossar (8 a 10 minutos)

Coloque o picadinho cozido (e reservado acima) num refratário retangular (22 cm X 34 cm). Por cima coloque o molho (feito acima). Salpique o queijo prato e a batata palha. Leve ao forno pré-aquecido a 200 graus para gratinar por +/-10 minutos.

quinta-feira, 12 de junho de 2008

O amor é assim... suave e verdadeiro


CARREGO SEU CORAÇÃO COMIGO
(EU O CARREGO DENTRO DO MEU CORAÇÃO)
NUNCA ESTOU SEM ELE (ONDE QUER QUE EU VÁ, VOCË VAI MEU QUERIDO;
E O QUE QUER QUE SEJA FEITO POR MIM É FEITO POR VOCÊ MEU QUERIDO)

NÃO TEMO O DESTINO
(POIS VOCÊ É MEU DESTINO, MINHA VIDA)
NÃO QUERO O MUNDO
(POIS VOCÊ É MEU MUNDO, MEU ADORADO)
E VOCÊ É O QUE A LUA SEMPRE SIGNIFICOU,
O QUE O SOL SEMPRE CANTOU.

AQUI ESTÁ O SEGREDO MAIS PROFUNDO QUE NINGUÉM SABE
(AQUI ESTÁ A RAIZ DA RAIZ, O BROTO DO BROTO
E O CÉU DO CÉU DE UMA ÁRVORE CHAMADA VIDA;
QUE CRESCE MAIS ALTA DO QUE A ALMA PODE ANSIAR
OU A MENTE PODE ESCONDER)
E AQUI ESTÁ O FENÔMENO QUE MANTÉM AS ESTRELAS SEPARADAS

CARREGO SEU CORAÇÃO
(EU O CARREGO NO MEU CORAÇÃO)

E.E. Cummings

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Uma linda oração

16-10-2007

Oração de Mahatma Gandhi
Conhecemos o amor de Cristo Jesus, mas ás vezes achamos que somos fracos, e não conseguiremos atingir o que Ele nos ensinou, mas é vendo a vida desse homem simples, advogado que se formou em Londres, que percebemos que podemos sim, seguir o bem, basta termos dedicação e fé.Pedindo licença a (Luiza Gosuen)http://gosuen.blog.com/2192293/

Gandhi em oração

"Senhor, ajuda-me a dizer a verdade diante dos fortes e
a não dizer mentiras para ganhar o aplauso dos fracos.
Se me das fortuna, não me tires a razão.
Se me das o sucesso, não me tires a humildade.
Se me das humildade, não me tires a dignidade.
Ajuda-me a enxergar o outro lado da moeda, não me deixes acusar o outro
por traição aos demais, apenas por não pensar igual a mim.
Ensina-me a amar o outro como a mim mesmo.
Não deixes que me torne orgulhoso se triunfo, nem cair em desespero se fracasso.
Mas recorda-me que o fracasso é a experiência que precede ao triunfo.
Ensina-me que perdoar é um sinal de grandeza e que a vingança é um sinal de baixeza.
Se não me deres o êxito, da-me forças para aprender com o fracasso.
Se eu ofender as pessoas, dá-me coragem para desculpar-me e
se as pessoas me ofenderem, dá-me grandeza para perdoá-las.
Senhor, se eu me esquecer de ti, nunca te esqueças de mim!". (Maratma Gandhi)

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Uma linda canção

Ouve o barulho do rio, meu filho. Deixa esse som te embalar. As folhas que caem no rio, meu filho, terminam nas águas do mar. Quando amanhã por acaso faltar uma alegria no seu coração, lembra do som dessas águas de lá, faz desse rio a sua oração. Lembra, meu filho, passou, passará. Essa certeza a ciência nos dá. Que vai chover quando o sol se cansar, para que flores não faltem."

Achei aqui: http://parafrancisco.blogspot.com/

Retire o cheiro de Mofo do armário

Para tirar aquele cheiro de mofo do armário, ferva um litro de vinagre e despeje em uma vasilha sem tampa, coloque dentro do guarda-roupas com as portas fechadas por três horas. Logo após retire a vasilha, passe um pano úmido embebido em vinagre por dentro e por fora do móvel. Deixe-o aberto por várias horas para que seque bem.
(Fonte: Chega de Bagunça)Muito bom.

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Ainda sobre a nossa casa


Nossa casa – um espaço sagrado

Nossa casa é nosso espaço sagrado, aquele ante a soleira do qual devemos “tirar dos pés as sandálias” e entrar com reverência. Ela nos permite deixar pra trás as defesas, as “proteções”, as máscaras e voltar a ser nós mesmas, tão logo passemos a soleira da porta.

É um lugar que reflete nosso interior, nosso estado de espírito e organização interna – você já deve ter vivido momentos em que seus armários estavam tão bagunçados quanto seus próprios pensamentos. Curiosamente, a casa nos presta o serviço inverso: quando resolvemos colocá-la em ordem, também nos organizamos internamente; ao arrumar na mesa um vaso de flores, enfeitamos a alma; ao abrir sua porta para receber amigos, abrimos nosso coração ao outro.

Nossa casa é uma escola de vida, onde temos a oportunidade primeira e legítima de praticar o serviço despretensioso, o cuidado amoroso com a família, o toque carinhoso que cura. Lá exercitamos, com os que mais amamos, um espírito alegre e acolhedor. É a nossa possibilidade de gerar a luz que irá, posteriormente, irradiar para o mundo.

É o lugar do aconchego, da proteção do mundo exterior, do descanso, do conhecido. Da sopa quentinha, do sofá macio, do chinelo que não aperta, do lençol cheiroso. Das trocas de afeto, das celebrações, das reuniões familiares cheias de significado.

Mas, sobretudo, nossa casa somos nós mesmas. Nós imprimimos vida a ela, trazemos beleza, conforto e cor pelo tipo de móveis que escolhemos; saúde e sabor e alegria através das refeições que planejamos ou fazemos com amor; capricho na confecção do panô, da mantinha de crochê, da toalhinha bordada que vai enfeitar a bandeja; carinho na compra dos petiscos, no preparo daquela sobremesa preferida, na escolha da flor de perfume suave – mas que encanta.

Sobretudo, é a nossa presença atuante que vai determinar quando a casa deixa de ser uma mera construção, um espaço frio e sem vida, e passa a ser um lar.

CHAMADAS

1- Abra a porta da sua casa. Convide amigos. Prepare-se para recebê-los. Exercite suas habilidades de anfitriã.

Abra o seu coração!

2- Arrume seus armários. Tire tudo, limpe e perfume o móvel. Faça uma triagem nas coisas, reparta, dê, descarte o que não tem mais serventia.

Promova, como consequência, uma organização interior e abertura de espaços novos!

3- Crie um cantinho para desestressar: um lugar confortável para sentar, com permissão de apoiar os pés na mesa, um espaço para trocar conversas do dia, beber um suco, sentir-se em casa.

Mas que seja de todos!
Achei aqui: www.kikikits.com.br

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Diminua o ritmo.
Preste atenção aos detalhes.
Fique à vontade.
Você está em casa,
o lugar certo para deixar o corpo quieto,
a mente calma
e o coração tranquilo

(Do livro " O Prazer de Ficar em Casa" de Letícia F. Braga)

Assim vou ficar pra escrever minha estória. Relaxada e feliz.

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Começar

A partir de segunda feira estarei postando uma estória que desde pequenina eu escuto: A saga dos muitos mossoroenses que enfrentaram Lampião em um dia que nunca mais saiu da memória do povo da valente cidade de Mossoró no estado do Rio Grande do Norte.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Que perigo!


Ontem assisti com certo temor uma reportagem sobre a ação danosa dos alimentos industrializados sobre nossos organismos.
Pobre de nós consumidores! Rótulos complicados com informações mais complicadas ainda nos impedem de conhecer as armadilhas do consumo.

No site da Mãe Terra encontrei essa informação. Vamos ficar espertas e cuidar mais da nossa saúde.

Os aditivos e seus efeitos no organismo

A alimentação convencional, geralmente é muito artificializada, repleta de corantes químicos, aromatizantes perigosos e outros ingredientes orgânicos, aos quais se atribui a causa de grande número de enfermidades.

E dificilmente o cidadão comum sabe identificar quais são estes aditivos e quais são seus efeitos no organismo.

Tentando reverter um pouco este quadro, apresentamos abaixo alguns destes aditivos utilizados nos alimentos industrializados, o significado dos códigos que os representam e os danos que eles podem causar ao organismo:

Antioxidantes

- Ácido fosfórico (H.III) : aumento da ocorrência de cálculos renais.
- Ácido nordihidroguairético (AIV): interferência nas enzimas do metabolismo das gorduras.
- Butil-hidroxianisol BHA (AV); Butil-Hidroxitolueno BHT (AVI) : ação tóxica sobre o fígado, interfere na reprodução de cobaias de laboratório.
- Fosfolipídios (AVIII): acréscimo do colesterol sangüíneo.
- Gelato de propila ou de octila (AIX) : reações alérgicas, interfere na reprodução de animais de laboratório.
- Etilenodiaminote tetracetato de cálcio e dissódico EDTA (AXII): descalcificação e redução da absorção de ferro.

Antiumectantes

- Ferrociante de sódio, cálcio ou potássio (AU.VI) : intoxicação dos rins.

Corantes

- Todos (CI) (CII): reações alérgicas, alguns possuem ações tóxicas sobre o feto ou são teratogênicos, ou seja, podem fazer nascer crianças-monstros; anemia hemolítica; o caramelo, quando preparado de modo inadequado, pode conter substâncias capazes de causar convulsões.

Conservadores

- Ácido Benzóico (PI): alergias, distúrbios gastrintestinais.
- Esteres do ácido hidroxibenzóico (P 111): dermatite; redução de atividade motora.
- Dióxido de enxofre e derivados (PV): redução do nível de vitaminas B1 nos alimentos; aumenta a frequência de mutações genéticas em animais de laboratório.
- Antibióticos (oxitetraciclina, clorestetraciclina e outros) (PVI): desenvolvimento de raças de bactérias resistentes aos antibióticos; reação de hiper- sensibilidade.

Edulcorantes

- Sacarina (DI): causa câncer na bexiga de animais de laboratório.

Espessantes

- Em geral: irritação da mucosa intestinal; ação laxante.

Estabilizantes

- Polifosfatos (ET XV ET XI XVIII): elevação da ocorrência de cálculos renais; distúrbios gastrintestinais.

Acidulantes

- Ácido acético em geral: cirrose hepática, descalcificação dos dentes e dos ossos.

Aromatizantes

- Em geral: alergia; retardam o crescimento e produzem câncer em animais de laboratório.

Umectantes

- Dioctil sulfossuccinato de sódio (U 111): distúrbios gastrintestinais circulação pulmonar.

FONTE: Relatório Orion - PUBLICADO POR: Transformação - Janeiro de 1992 - Uma publicação mensal da Visão Mundial e da Missão Editora.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Fim de Semana


Que bom que chegou SEXTA-FEIRA!Tenho muitas receitas pra testar e queroterminar a minha passadeira. Se puder eu coloco aqui.
Um final de semana cheio de coisas boas.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Mae


Faz um tempo que sou Mãe, mas todos os dias da minha vida eu renovo minha alegria de ter dado a vida a 4 seres que me complementam em todos os sentidos.

Ser Mãe





Antes de ser mãe eu fazia e comia os alimentos ainda quentes
Eu não tinha roupas manchadas.
Eu tinha calmas conversas ao telefone.
Antes de ser mãe eu dormia o quanto eu queria e nunca me preocupava com a hora de ir para a cama.
Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes.
Antes de ser mãe eu limpava minha casa todo dia.
Eu não tropeçava em brinquedos nem pensava em canções de ninar.
Antes de ser mãe eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas ou não.
Imunizações e vacinas eram coisas em que eu não pensava.
Antes de ser mãe ninguém vomitou nem fez xixi em mim, nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos de unhas finas.
Antes de ser mãe eu tinha controle sobre a minha mente, meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos. ... eu dormia a noite toda ...
Antes de ser mãe eu nunca tive que segurar uma criança chorando para que médicos pudessem fazer testes ou aplicar injeções.
Eu nunca chorei olhando pequeninos olhos que choravam.
Eu nunca fiquei gloriosamente feliz com uma simples risadinha.
Eu nunca fiquei sentada horas e horas olhando um bebê dormindo.
Antes de ser mãe eu nunca segurei uma criança só por não querer afastar meu corpo do dela.
Eu nunca senti meu coração se despedaçar quando não pude estancar uma dor. Eu nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina pudesse mudar tanto a minha vida.
Eu nunca imaginei que pudesse amar alguém tanto assim.
Eu não sabia que eu adoraria ser mãe.
Antes de ser mãe eu não conhecia a sensação de ter meu coração fora do meu próprio corpo.
Eu não conhecia a felicidade de alimentar um bebê faminto.
Eu não conhecia esse laço que existe entre a mãe e a sua criança.
Eu não imaginava que algo tão pequenino pudesse fazer-me sentir tão importante.
Antes de ser mãe eu nunca me levantei à noite a cada 10 minutos para me certificar de que tudo estava bem.
Nunca pude imaginar o calor,a alegria, o amor, a dor e a satisfação de ser uma mãe.
Eu não sabia que era capaz de ter sentimentos tão fortes.
Por tudo e, apesar de tudo, obrigada, Deus , por eu ser agora um alguém tão frágil e tão forte ao mesmo tempo.
Obrigada Deus por permitir-me ser Mãe!
Silvia Schmidt Tradução de "Before I Was Mother" de Patricia Vaughan

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Até onde vai a maldade humana

Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor.
Goethe

Mas concorrendo, existe a maldade de alguns que deliberadamente, sem ao menos conhecer a alma de alguém, atuam para prejudicar.

O mundo seria melhor se nao existisse a maldade.
Em busca da maldade


Khrisna resolveu testar a sabedoria de seus súditos.

Convocou Duryodhana, um rei conhecido por sua crueldade, e pediu que encontrasse um homem bom em seu reino. Duryodhana viajou durante um ano, e voltou à presença de Khrisna, dizendo:

“Busquei um homem bom, e não encontrei. São todos egoístas e malvados”.

Khrisna chamou o rei Dhammaraja, considerado um homem santo. Pediu que percorresse seu reino em busca de um homem malvado. Dhammaraja viajou durante dois anos, e voltou a Khrisna, dizendo:

“Perdoe-me, mas não encontrei ninguém mau. Todos têm um lado bom, apesar dos defeitos”.

Então Khrisna comentou com os outros deuses: “Viram? O mundo é um espelho, e devolve a todos os reflexos do próprio rosto”.
Paulo coelho

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Essa é uma boa! Experimente.


Obs.
Sempre que puder use vinagre.
O vinagre é um excelente antibacteriano !
Barato, você pode acha-lo em qualquer mercadinho.
Limpe a geladeira, fogão, pia etc. com vinagre difluído em água
Achei aquihttp://www.fazfacil.com.br/manutencao/limpeza_uv.html

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Dois anos de felicidade



Ser avó é muito bom, mais uma alegria na minha vida.

A um pequenino ser que trouxe mais luz a minha iluminada vida, um texto que de tão belo, me fez chorar de alegria por poder compactuar com tamanha aventurança.

A arte de ser avó

Quarenta anos, quarenta e cinco. Você sente, obscuramente, nos seus ossos, que o tempo passou mais depressa do que esperava. Não lhe incomoda envelhecer, é claro. A velhice tem suas alegrias, as sua compensações - todos dizem isso, embora você pessoalmente, ainda não as tenha descoberto - mas acredita.

Todavia, também obscuramente, também sentida nos seus ossos, às vezes lhe dá aquela nostalgia da mocidade.

Não de amores nem de paixão; a doçura da meia-idade não lhe exige essas efervescências. A saudade é de alguma coisa que você tinha e lhe fugiu sutilmente junto com a mocidade. Bracinhos de criança no seu pescoço. Choro de criança. O tumulto da presença infantil ao seu redor. Meu Deus, para onde foram as suas crianças? Naqueles adultos cheios de problemas, que hoje são seus filhos, que têm sogro e sogra, cônjuge, emprego, apartamento e prestações, você não encontra de modo algum as suas crianças perdidas. São homens e mulheres - não são mais aqueles que você recorda.

E então, um belo dia, sem que lhe fosse imposta nenhuma das agonias da gestação ou do parto, o doutor lhe põe nos braços um menino. Completamente grátis - nisso é que está a maravilha. Sem dores, sem choro, aquela criancinha da sua raça, da qual você morria de saudades, símbolo ou penhor da mocidade perdida. Pois aquela criancinha, longe de ser um estranho, é um menino que se lhe é "devolvido". E o espantoso é que todos lhe reconhecem o seu direito sobre ele, ou pelo menos o seu direito de o amar com extravagância; ao contrário, causaria escândalo ou decepção, se você não o acolhesse imediatamente com todo aquele amor que há anos se acumulava, desdenhado, no seu coração.

Sim, tenho a certeza de que a vida nos dá os netos para nos compensar de todas as mutilações trazidas pela velhice. São amores novos, profundos e felizes, que vêm ocupar aquele lugar vazio, nostálgico, deixado pelos arroubos juvenis.

Aliás, desconfio muito de que netos são melhores que namorados, pois que as violências da mocidade produzem mais lágrimas do que enlevos. Se o Doutor Fausto fosse avô, trocaria calmamente dez Margaridas por um neto...

No entanto! Nem tudo são flores no caminho da avó. Há, acima de tudo, o entrave maior, a grande rival: a mãe. Não importa que ela, em si, seja sua filha. Não deixa por isso de ser a mãe do neto. Não importa que ela hipocritamente, ensine a criança a lhe dar beijos e a lhe chamar de "vovozinha" e lhe conte que de noite, às vezes, ele de repente acorda e pergunta por você. São lisonjas, nada mais. No fundo ela é rival mesmo. Rigorosamente, nas suas posições respectivas, a mãe e a avó representam, em relação ao neto, papéis muito semelhantes ao da esposa e da amante nos triângulos conjugais. A mãe tem todas as vantagens da domesticidade e da presença constante. Dorme com ele, dá-lhe banho, veste-o, embala-o de noite. Contra si tem a fadiga da rotina, a obrigação de educar e o ônus de castigar.

Já a avó não tem direitos legais, mas oferece a sedução do romance e do imprevisto. Mora em outra casa. Traz presentes. Faz coisas não programadas. Leva a passear, "não ralha nunca". Deixa lambuzar de pirulito. Não tem a menor pretensão pedagógica. É a confidente das horas de ressentimento, o último recurso dos momentos de opressão, a secreta aliada nas crises de rebeldia. Uma noite passada em sua casa é uma deliciosa fuga à rotina, tem todos os encantos de uma aventura. Lá não há linha divisória entre o proibido e o permitido, antes uma maravilhosa subversão da disciplina. Dormir sem lavar as mãos, recusar a sopa e comer croquetes, tomar café, mexer na louça, fazer trem com as cadeiras na sala, destruir revistas, derramar água no gato, acender e apagar a luz elétrica mil vezes se quiser - e até fingir que está discando o telefone. Riscar a parede com lápis dizendo que foi sem querer - e ser acreditado!

Fazer má-criação aos gritos e em vez de apanhar ir para os braços do avô, e lá escutar os debates sobre os perigos e os erros da educação moderna...

Sabe-se que, no reino dos céus, o cristão defunto desfruta os mais requintados prazeres da alma. Porém não estarão muito acima da alegria de sair de mãos dadas com o seu neto, numa manhã de sol. E olhe que aqui embaixo você ainda tem o direito de sentir orgulho, que aos bem-aventurados será defeso. Meu Deus, o olhar das outras avós com seus filhotes magricelas ou obesos, a morrerem de inveja do seu maravilhoso neto!

E quando você vai embalar o neto e ele, tonto de sono, abre um olho, lhe reconhece, sorri e diz "Vó", seu coração estala de felicidade, como pão ao forno.

E o misterioso entendimento que há entre avó e neto, na hora em que a mãe castiga, e ele olha para você, sabendo que, se você não ousa intervir abertamente, pelo menos lhe dá sua incondicional cumplicidade.

Até as coisas negativas se viram em alegrias quando se intrometem entre avó e neto: o bibelô de estimação que se quebrou porque o menino - involuntariamente! - bateu com a bola nele. Está quebrado e remendado, mas enriquecido com preciosas recordações: os cacos na mãozinha, os olhos arregalados, o beicinho pronto para o choro; e depois o sorriso malandro e aliviado porque "ninguém" se zangou, o culpado foi a bola mesma, não foi, vó? Era um simples boneco que custou caro. Hoje é relíquia: não tem dinheiro que pague.

Rachel de Queiroz

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Passando...


Quer economizar ? Você já experimentou cozinhar o seu arroz na panela de pressão ? É simples e você economiza tempo, economiza gás e qualquer arroz sai soltinho, bem cozido, não empapa e não queima. Veja só: Defina a quantidade de arroz que quiser preparar. Refogue o tempero a seu gosto dentro da panela de pressão. Coloque o arroz e mexa bem. Cubra o arroz com água colocando “um dedo” de água acima do nível do arroz. Tampe a panela de pressão e deixe cozinhar no fogo normal. Agora vem o segredo: quando a panela começar a apitar, deixe por exatamente “um minuto” e desligue o fogo. Espere a pressão sair toda sozinha. Você vai economizar 4 vezes menos tempo e gás de cozinha ! E o seu arroz vai fazer sucesso !Maria Conceição de Carvalho – Economista do Lar na Sendas de Botafogo

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Ano Novo! Vida Nova


Espero muito desse ano de 2008, mas ele pode ser como o que passou. Pra mim foi muityo bom! Saúde e Paz!


Estou na praia, logo volto com novidades.

Eco vilas um conceito atual

Quanta maldade!

Mães - Anjos de Deus!


Mães Morrem Quando Querem
Por Alexandre Pelegi

Eu tinha 7 anos quando matei minha mãe pela primeira vez. Eu não a queria junto a mim quando chegasse à escola em meu 1º dia de aula. Eu me achava forte o suficiente para enfrentar os desafios que a nova vida iria me trazer. Poucas semanas depois descobri aliviado que ela ainda estava lá, pronta para me defender não somente daqueles garotos brutamontes que me ameaçavam, como das dificuldades intransponíveis da tabuada.
Quando fiz 14 anos eu a matei novamente. Não a queria me impondo regras ou limites, nem que me impedisse de viver a plenitude dos vôos juvenis. Mas logo no primeiro porre eu felizmente a descobri rediviva – foi quando ela não só me curou da ressaca, como impediu que eu levasse uma vergonhosa surra de meu pai.
Aos 18 anos achei que mataria minha mãe definitivamente, sem chances para ressurreição. Entrara na faculdade, iria morar em república, faria política estudantil, atividades em que a presença materna não cabia em nenhuma hipótese. Ledo engano: quando me descobri confuso sobre qual rumo seguir voltei à casa materna, único espaço possível de guarida e compreensão.
Aos 23 anos me dei conta de que a morte materna era possível, apenas requeria lentidão… Foi quando me casei, finquei bandeira de independência e segui viagem. Mas bastou nascer a primeira filha para descobrir que o bicho "mãe" se transformara num espécime ainda mais vigoroso chamado "avó". Para quem ainda não viveu a experiência, avó é mãe em dose dupla…
Apesar de tudo continuei acreditando na tese da morte lenta e demorada, e aos poucos fui me sentindo mais distante e autônomo, mesmo que a intervalos regulares ela reaparecesse em minha vida desempenhando papéis importantes e únicos, papéis que somente ela poderia protagonizar… Mas o final dessa história, ao contrário do que eu sempre imaginei, foi ela quem definiu: quando menos esperava, ela decidiu morrer. Assim, sem mais, nem menos, sem pedir licença ou permissão, sem data marcada ou ocasião para despedida.
Ela simplesmente se foi, deixando a lição que mães são para sempre. Ao contrário do que sempre imaginei, são elas que decidem o quanto esta eternidade pode durar em vida, e o quanto fica relegado para o etéreo terreno da saudade…
"Escrevi essa crônica em 11 de março de 2008, um dia após a morte de Ignês Pelegi de Abreu, minha mãe. Naquela época eu não tive condições de ler o texto no ar, no que fui socorrido pelo meu amigo Irineu Toledo. Hoje, um ano após sua morte, repito essa crônica em homenagem não só a ela, como a todas as mães que habitam o céu."

Recebi via e-mail. Parabéns a todas as Mães!

Me apaixonei por ecologia...

Loading...

Tricotando a vida

"A vida é como um tricô.Deus te dá a lã e as agulhasE te diz: Tricota o melhor que puder, um ponto de cada vez,Cada ponto é um dia na agulha do tempo.Depois de 12 carreiras de 30 ou 31 pontos,Terás 365 pontos,Em dez anos, cerca de 3650 pontos...Alguns são pelo direito, outros pelo avesso;;;Há pontos que se perdem...Mas que podemos recuperar...A lã que o bom Deus nos dáPara tricotar nossa existênciaÉ de todas as cores:Rosa como nossas alegrias, negra como nossos sofrimentos,Cinza como nossas dúvidas, verde como nossas esperanças,Vermelha como nossos amores, azul como nossos desejos,Branca como a fé que temos nele.Quantos pontos caberão no tricô de tua vida?Só Deus é quem sabe!
“Gastronomia é a arte de usar a comida para criar felicidade”
Krafft-EbbingMargarida Nogueira**

Adoro Cachorro!

Aos nossos filhos: aqueles a quem muito amamos

A filha dizia à Mãe como tudo ia errado. Ela não se saíra bem na prova de Matemática, ...O namorado resolveu terminar com ela e a sua melhor amiga estava de mudança para outra cidade.Em horas de amargura, a mãe sabia que poderia agradar a filha preparando-lhe um bolo. Naquele momento não foi diferente. Abraçou a filha e levou-a à cozinha, conseguindo arrancar da moça um sorriso sincero.Logo que a mãe separou os utensílios e ingredientes que usaria e os colocou na mesa, perguntou à filha:- Querida, quer um pedaço de bolo?- Mas já, mamãe? É claro que quero. Seus bolos são deliciosos...-Então está bem, respondeu a mãe. Tome um pouco desse óleo de cozinha!Assustada, a moça respondeu:- Credo, mãe! Que tal então comer uns ovos crus, filha?- Que nojo, Mãe!- Quer então um pouquinho de Farinha de Trigo ou Bicarbonato de Sódio?- Mãe, isso não presta! A Mãe então respondeu:- É verdade, todas essas coisas parecem ruins sozinhas, mas quando as colocamos juntas, na medida certa...Elas fazem um bolo delicioso!Deus trabalha do mesmo jeito. Às vezes a gente se pergunta por que Ele quis que nós passássemos por momentos difíceis, mas Deus sabeque quando Ele põe todas essas coisas na ordem exata, elas sempre nos farão bem.A gente só precisa confiar n'Ele e todas essas coisas ruins se tornarão algo fantástico! Deus é louco por você. Ele te manda flores em todas asPrimaveras...O nascer o Sol todas as manhãs...E sempre que você quiser conversar, Ele vai te ouvir!Ele pode viver em qualquer lugar do universo, e Ele escolheu o seu coração!
Encontrei aqui: http://sintonia106fm.blogspot.com/2008/03/lio-de-perseverana.html